sábado, 2 de julho de 2011

SÓ NÓS DOIS




Sou a ternura que procuras
A perfeição contigo no amor
Quero que fale baixinho, diga
Do amor que sente por mim,

Sou a magia no teu anoitecer
O sorriso no teu amanhecer
Tua sombra no teu caminhar
Minha boca! Tua boca são

Uma só, nos encontros do
Nosso amor, nosso segredo
Nos deixa e êxtase sem medo
Vamos caminhando assim

Sem rumo só o amor nos dá
O ritmo do mundo, no óbvio
Que a vida nos propõe sem
Sem nada; só eu tu amor.

MENDUIÑA

Um comentário:

helio.rocca disse...

Um lindo, romântico e apaixonado poema amiga. Parabéns!!!