terça-feira, 30 de agosto de 2011

DITO E FEITO



Na loucura de te ter nem pensei,
Me entreguei aos teus anseios...
Nossas volúpias ah! Adorava;
Só aquele momento importava
LOUCO ENGANO
Nada mais fomos naquelas horas
Dois loucos, onde tudo era bom
E permitido, sem pudores nós
Éramos no nosso libido os mais
Sem pudores já visto! Nossos
Corpos pareciam um só, teu
Sexo eu amava! Os abraços eu
Tremia contigo extasiados assim
Exercíamos a ato normal e animal
Com amor desmedido...
.....Nada sobrou de tudo....
Parecia eterno enquanto durasse,
Mas durou menos do que pensei,
...E agora? Olho pra dentro, mesmo
Ao redor de mim, não vejo nada...
Nem lembranças, só a poesia ficou.

MENDUIÑA 30/08/11

Um comentário:

helio.rocca disse...

Belo poema amiga, sentido, intimista. Lindo demais, parabéns!