sexta-feira, 5 de agosto de 2011

VÔOS DE SAUDADES


Subi até às nuvens a tua
Procura andei uma a uma
E nada; Perguntei ao Sol,
Depois a Lua, e nada, saí
Como águia voando por
Lugares distantes e lindos,
Bati azas com a altivez de
Uma Rainha, pra ti dizer
Que meu choro era triste,
A saudade doía na alma
Minhas lágrimas eram
Vastas banhando o meu
Rosto, meu corpo treme,
Sinto falta do calor do teu,
Teu aroma me persegue...
O gosto do teu beijo está
Comigo sempre, amo-o
Cada dia com mais ardor.
Sinto deixar este clamor
Me procure! Não demore,
Atenda meu chamado amor.

MENDUIÑA

Um comentário:

helio.rocca disse...

Amiga Chiquinha, falas de saudade com muita propriedade, lirismo e emoção. Seus versos de fato encantam. Amo os seus escritos. Parabéns amiga!